Sign up for Alice Newsletter

“Caminhos e desafios na formação de docentes e pesquisadores/as para práxis acadêmicas emancipatórias: a experiência do Núcleo Tramas – UFC/Brasil” (vídeo) – Seminário de Raquel Rigotto

Caminhos e desafios na formação de docentes e pesquisadores/as para práxis acadêmicas emancipatórias: a experiência do Núcleo Tramas – UFC/Brasil

Seminário Avançado de Raquel Rigotto
07 de Julho de 2015, 15h00, CES, Coimbra

Vídeo em Português

Resumo
Se somos críticos à ciência moderna e ao papel que a Universidade vem cumprindo na reprodução da civilização do capital, como construir práxis acadêmicas contra hegemônicas que, articuladas às comunidades, entidades e movimentos sociais, produzam conhecimentos e formem docentes que possam contribuir com processos de emancipação movidos por grupos sociais vulnerabilizados? Serão apresentados caminhos e desafios aprendidos pelo Núcleo Tramas – Trabalho, Meio Ambiente e Saúde, da Universidade Federal do Ceará/Brasil, no diálogo com esta questão.

Nota biográfica
Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (1979), especialista em Medicina do Trabalho pela Fundacentro (1980), mestre em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (1992) e doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (2004). Professora associada do Departamento de Saúde Comunitária da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de Saúde Coletiva, com ênfase nos temas: Desenvolvimento, Saúde & Ambiente e Saúde do Trabalhador. Sua linha de pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFC é Produção, Ambiente, Saúde e Cultura no Nordeste Brasileiro. Através do Núcleo TRAMAS – Trabalho, Meio Ambiente e Saúde, por ela coordenado, concluiu projetos de pesquisa sobre conflitos socioambientais em curso no Ceará, tais como: industrialização, carcinicultura, indústria calçadista e agrotóxicos, todos apoiados pelo CNPq. Atualmente conduz investigações sobre a política nacional de irrigação e agronegócio; agrotóxicos e câncer; e mineração de urânio no Ceará. Foi Conselheira Titular do Conselho Nacional de Saúde. Participa do GT Saúde e Ambiente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva -Abrasco e da Rede Brasileira de Justiça Ambiental.