Mozambique
nao_prosavana

ProSavana: Sociedade civil moçambicana exige imediata suspensão das acções da JICA

Organizações moçambicanas da sociedade civil, articuladas na Campanha Não ao ProSavana, enviaram recentemente uma carta aberta ao Presidente da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA), Shinichi Kitaoka, protestando contra a atuação da agência…

pueblos_

Las luchas campesinas en el siglo XXI

En el año 1993 y con varios antecedentes continentales como la Confederación Campesina Europea o la Coordinadora Latinoamericana de Organizaciones del Campo, se crea en Mons La Vía Campesina como un espacio de…

wedontwantprosavanna

Campanha considera fraudulento o processo de Redesenho e de auscultações públicas do Plano Director do ProSAVANA

A Campanha Não ao ProSAVANA, um movimento social que luta contra o maior programa de desenvolvimento agrário em Moçambique, emite um urgente comunicado em repúdio à tentativa de “redesenho” do Plano Director do…

Community members in Tete Province, Mozambique, presenting their case (Photo: Anabela Lemos)

Legitimacy and Justice over “Legality”: How the Peoples´ Tribunal on Transnational Corporations is giving hope to affected communities

The first African People´s Tribunal on Transnational Corporations, that recently took place on 16th and 17th August in Manzini, Swaziland, was perhaps the most counter-hegemonic and brave event to bring some hope to…

nao_prosavana

Joint statement and open questions on ProSAVANA by the civil society of Mozambique, Brazil and Japan

In May of this year, 46 documents related to the ProSAVANA “civil society participation project” were leaked. Over one hundred public documents were obtained additionally under the Japanese Administrative Information Disclosure Law. This…

sapsn

2016 SADC Peoples’ Summit – The Manzini Peoples’ Declaration

The current conjuncture in southern Africa in the political, economical, social, cultural and environmental arenas, shows that the region is progressively being affected, in different forms, by the advance of three devils facing…

tribunal

Vale e Jindal julgadas na Swazilândia por danos ambientais e violação de Direitos Humanos

Nos próximos dias 16 e 17 de Agosto várias corporações operando em diversas áreas na África Austral, com destaque para o sector da mineração, serão levadas a “julgamento” por violação de Direitos Humanos…

UPMS_Harare1

Popular University of Social Movements Workshop in Zimbabwe – Final Statement

Popular University of Social Movements Workshop: “Land, seeds, food, water, people and the climate in SADC – 15 years after the agrarian reform in Zimbabwe” – Harare (Zimbabwe), 12 -14 July 2016 FINAL…

"Ou aqueles que se querem enriquecer à custa da corrupção são travados ou então haverá um empobrecimento irreversível do país" (Foto: Ilec Vilanculos)

“A sociedade deve exigir às autoridades que não paguem dívidas ilícitas”

Boaventura de Sousa Santos em exclusivo ao SAVANA. Para o Catedrático português, dívidas odiosas devem ser consideradas pessoais de quem as contraiu e não do Estado. Savana Armando Nhantumbo 29 Jul 2016 O…

bss_moz_

“A dívida oculta não é do estado…deve-se expropriar bens das pessoas que contraíram essa dívida”

O sociólogo Português Boaventura de Sousa Santos, disse que o endividamento soberano é sinónimo de fraqueza dos estados, em cobrar imposto para financiar os investimentos públicos. Moz Massoko Sansão Machava 21 Jul 2016…

Designed by WPSHOWER

Powered by WordPress

CES UC CES SFP
Site developed with
Software Open Source

Creative Commons License